Últimas Notícias

Parceiros, orgãos e

agências de fomento

 

O Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e o Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais (Progepe), da Universidade Nove de Julho (Uninove), realizam conjuntamente, nos dias 27 e 28 de novembro de 2019, o XI Colóquio de Pesquisa Sobre Instituições Escolares.

O evento tem por objetivo promover o encontro de estudantes, professores, pesquisadores acadêmicos e demais interessados para apresentar os resultados dos seus estudos e refletir em torno da temática “Desafios das instituições escolares na contemporaneidade: ensino, financiamento, conhecimento aplicado e formação de professores”.

Neste sentido, convidamo-lo para participar do XI Colóquio e solicitamos vosso apoio na ampla divulgação entre discentes, docentes e a comunidade em geral de seus programas de pós-graduação, instituições de ensino superior e instituições acadêmicas e científicas.

As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas diretamente no portal do evento:https://sites.google.com/view/coloquiouninove

TEMA: FAZERES-SABERES PEDAGÓGICOS: diálogos, insurgências e políticas

A realização do seminário “A Didática em Questão”, em 1982, na PUC-Rio, referência especialmente significativa da gênese do movimento hoje materializado nos ENDIPES (Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino), estava marcada pelo contexto de forte compromisso com a construção dos caminhos de redemocratização da sociedade brasileira. Para todos os implicados, esta era uma exigência iniludível: articular os processos educacionais com as dinâmicas de transformação e reconstrução do estado democrático de direito no país. Além disso, outro foco fundamental foi a superação da orientação tecnicista então predominante na área didática. Hoje: a Didática e a área de educação estão desafiadas por um contexto marcado por forte retrocesso nas conquistas de direitos, nas políticas sociais e educacionais; afirmam-se políticas neoliberais, o conservadorismo no plano político e ético, multiplicam-se as desigualdades, violências, discriminações e intolerâncias, e se afirma o que podemos chamar de um neotecnicismo. Atrevemo-nos a afirmar que a educação apresenta um quadro sombrio, anacrônico e incompetente. É este o contexto que nos desafia a superar a falta de ânimo, o cansaço e a desesperança.
Que caminhos podemos trilhar? O que propor para essa 20ª edição do ENDIPE a se realizar no Rio de Janeiro em 2020?

- Promover um amplo diálogo com os diferentes atores sociais
- Visibilizar e socializar práticas educativas insurgentes
- Valorizar a profissão docente
- Favorecer a superação do “formato escolar” dominante - Reinventar a escola

Muitos são os nossos desafios neste momento sombrio que estamos vivendo. No entanto, juntos/as, estamos chamados/as a resistir, insurgir e criar espaços de diálogo orientados a construir processos educativos que fortaleçam a democracia, a justiça e a solidariedade no nosso país. Esperamos que, quase quarenta anos depois, esse ENDIPE também fique marcado, pelo forte compromisso com a construção dos caminhos de afirmação da democracia brasileira. Uma marca não só do primeiro, mas de todos os ENDIPES que se sucederam. Que consigamos, como sempre, articular os processos educacionais com as dinâmicas de transformação e construção de uma sociedade justa e plural em que a democracia seja uma prática cotidiana. Nesta direção queremos situar o XX ENDIPE – Rio 2020. De 
14 a 17 de julho de 2020.​

Acesse: http://xxendiperio2020.com.br/home#body

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now